Remédios de uso psiquiátrico podem interferir no emagrecimento?

Remédios de uso psiquiátrico podem interferir no emagrecimento?

Remédios de uso psiquiátrico podem interferir no emagrecimento?

Muitos fatores podem afetar o ganho ou a perda de peso do seu corpo; inclusive, pode acontecer de que, no esforço do emagrecimento, a dieta combinada com exercícios não faça nenhuma diferença.

Entre os outros fatores que controlam o funcionamento da mente, é importante lembrar que remédios psicotrópicos alteram também o apetite, a disposição para o exercício físico e o controle do metabolismo do corpo, afetando o peso do indivíduo de forma positiva ou negativa. Assim, não há dúvidas de que o efeito dos remédios de uso psiquiátrico no processo de emagrecimento é real e pode ser usado para o benefício de quem quer perder peso.

Quer descobrir mais sobre o tema? É só continuar lendo o nosso post!

O que são remédios de uso psiquiátrico?

São remédios utilizados para o tratamento de doenças mentais, como ansiedade, depressão, esquizofrenia, transtorno bipolar, anorexia etc.

Devido à grande diversidade de classes medicamentosas e de mecanismos de ação, cada remédio possui um efeito diferente sobre a liberação dos neurotransmissores que controlam o funcionamento do cérebro. Assim, cada um se associa a efeitos colaterais específicos.

Qual a relação entre o peso e as doenças mentais?

O apetite é uma das funções que pode ser alterada em pessoas que apresentam alguma condição psiquiátrica, podendo aumentar ou diminuir além do normal, o que afeta diretamente o peso do indivíduo.

Além disso, essas doenças podem reduzir a disposição para atividades em geral. As consequências podem incluir prejuízo na capacidade do organismo de praticar exercícios físicos, aumento na retenção de líquidos, alteração na percepção do próprio corpo, ou mesmo um comportamento obsessivo de consumo de alimentos hipercalóricos – e até mesmo a prática de exercícios de forma exagerada.

Qual o efeito dos remédios de uso psiquiátrico no processo de emagrecimento?

Os remédios psiquiátricos podem tanto contribuir para a perda de peso quanto provocar um aumento dos números na balança, o que varia de acordo com a classe do medicamento e a doença que está sendo tratada.

Pessoas que comem compulsivamente durante momentos de ansiedade, por exemplo, observam uma redução do apetite com o uso de ansiolíticos, enquanto pessoas que tendem a perder a fome na hora do estresse observam que o efeito é justamente o contrário, com aumento do consumo de alimentos e ganho de peso após o uso do remédio.

Quais medicamentos afetam o peso?

Em geral, antidepressivos tricíclicos (amitriptlina, clomipramina, imipramina, nortriptilina etc) e noradrenérgicos (mirtazapina) provocam um aumento do apetite, da sonolência e ganho de peso, enquanto os inibidores da recaptação de serotonina (fluoxetina, paroxetina, sertralina, venlafaxina e escitalopram) estão associados a uma redução do apetite, à maior agitação e à perda de peso.

Antidepressivos atípicos, não costumam ter um efeito direto sobre o peso, porém, ao ajudar no controle de comportamentos compulsivos, podem aumentar a disciplina do paciente na dieta e na prática de exercícios físicos. Isso pode contribuir para o emagrecimento a médio e longo prazo.

Já os antipsicóticos (olanzapina, clorpromazina, quetiapina etc) e os ansiolíticos e sedativos (alprazolam, diazepam etc) costumam aumentar o apetite e provocar ganho de peso.

Apesar desses padrões, os organismos das pessoas respondem de forma diferente à mesma medicação e muitas vezes não é possível prever qual será o efeito do remédio.

Como equilibrar o emagrecimento com o tratamento psiquiátrico?

Alcançar o peso ideal e garantir uma mente saudável são objetivos essenciais à vida. Muitas vezes, no entanto, as pessoas se prendem a dietas e exercícios físicos intensos sem considerar que um tratamento da psique também pode contribuir para o emagrecimento.

Mesmo quando o medicamento provoca ganho de peso como efeito colateral, a melhora no sono, no humor e no controle das atividades diárias pode fazer com que o indivíduo se empenhe mais na dieta e na academia e perca peso ao longo do tempo.

Dessa forma, o ideal é realizar um acompanhamento endocrinológico e psiquiátrico com profissionais especializados e capacitados para oferecer o tratamento que te ajudará a alcançar seus objetivos de forma eficiente.

Entendeu tudo sobre o efeito dos remédios de uso psiquiátrico no processo de emagrecimento? Assine a nossa newsletter para não perder as novidades do blog!

Reembolso



Sobre o Autor

Deixe um comentário

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH