Você sabe qual o seu tipo de fome ? Você consegue controla-la?

Você sabe qual o seu tipo de fome ? Você consegue controla-la?

você consegue identificar seu tipo de fome? consegue controla-la?
você identifica seu tipo de fome?

Qual o tipo de fome que você tem? Você sabe controla-la?

VOCÊ SABE IDENTIFICAR E DIFERENCIAR OS TIPOS DE FOME QUE SENTIMOS? Se não aprenda e perca aqueles quilinhos que incomodam.

É importante saber identificar e diferenciar quando estamos sentido fome física, social, especifica e emocional.

Vamos ver qual seu tipo de fome?

Fome Física

A fome física é a sensação fisiológica que nos faz procurar e ingerir alimentos para satisfazer as necessidades de nutrientes. Ela é causada por uma série  de sinais, como: a diminuição da quantidade de nutrientes como glicose, aminoácidos, gordura ou da temperatura interna. Não é preciso diminuir totalmente o estoque de nutrientes para sentir fome. O organismo é capaz de detectar diminuições mínimas na concentração de nutrientes e gerar sinais físicos de fome como dor de cabeça, cansaço, irritação entre outros. A fome física não é específica. Qualquer alimento básico que tenha qualidade nutricional é capaz de suprir essa necessidade.

Fome Social

A fome social está relacionada á uma situação social. Envolve o contato com o alimento. Aparece quando o alimento está disponível, vemos, sentimos o cheiro, ouvimos falar do alimento. Pode fazer com que comamos “no modo automático”, ou seja, sem perceber, de forma inconsciente. É como aquele amendoim que está em cima da mesa e acabamos pegando, mesmo que sem fome física e quando nos perguntam no outro dia se lembramos de ter comido o amendoim, você geralmente nem se lembra. Com este tipo de fome tente avaliar se precisa realmente comer, se pode ser substituído por algo menos calórico. Se possível não coma, mas se não for, porcione uma quantidade, com moderação e atenção ao ato de comer. Pegue a quantidade que você resolveu comer e saia daí. Tome distancia. Não deixe o pacote aberto do seu lado. Se continuar com vontade, de um tempinho e proceda da mesma forma. Torne a situação consciente e preste atenção para valorizar o momento e não se sentir culpado depois.

Fome específica

Fome especifica é bem específica, mas não é urgente. Relacionada ao prazer, a sentir o gosto, degustar, apreciar, saborear, preferências. Envolve comer devagar e quantidades não exageradas. Pode ter um contexto de lembrança ou memória alimentar, vontade reviver um sabor gostoso, experimentação de algo novo, etc. Frequentemente associada com memórias de situações agradáveis do passado. Planeje o momento, o dia e torne a situação além da comida, coma com prazer e sem culpa !

Fome emocional

Fome emocional, não é específica, mas envolve a necessidade de comer algo gostoso. Não satisfaz com pequenas quantidades, e existe a necessidade de grandes volumes e urgência. Pode ás vezes, originar de um acúmulo de vontades especifica que não foram respeitadas e aceitas, por conta do pensamento restritivo. (não vou comer nunca mais e o momento que me permito novamente, perco o controle) Dessa forma, algumas vezes se acaba comendo de forma impulsiva, sem pensar no sabor e no prazer. Ao mesmo tempo em que se come, podem vir pensamentos como “não era bem isso que eu queria” ou “nada me satisfaz”! Provavelmente o que você precisa não é de comida e deve estar relacionado á um componente emocional. Pare, sinta e reflita. EMOÇÃO ASSUMIDA NÃO VIRA COMIDA!

TAMIRIS LAVORATO GAETA – NUTRICIONISTA – 3885 5066

Sobre o Autor

Deixe um comentário

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH