Bioimpedância e densitometria: métodos para medir gordura

Bioimpedância e densitometria: métodos para medir gordura

Bioimpedância e densitometria : métodos para medir gordura

Bioimpedância e densitometria: métodos para medir gordura

Durante o processo de emagrecimento, é normal que a pessoa se preocupe com os quilos perdidos na balança. No entanto, a medida de peso é muito diferente da avaliação da composição do corpo. Sendo assim, o correto é avaliar o percentual de gordura. Isso porque essa avaliação dividirá o corpo humano em vários compartimentos, que são a massa magra, a massa gorda (que é a gordura em si), os músculos e ossos e as vísceras.

Esse processo é extremamente importante, visto que para emagrecer e tonificar os músculos, é preciso ganhar massa magra e perder massa gorda. Desse modo, nem sempre a balança indicará a correta alteração na composição do corpo. Quando se ganha ou mantem a massa muscular se eleva o gasto metabólico facilitando a perda e manutenção do peso.

O percentual de gordura é algo difícil de medir e acompanhar a evolução. No entanto, existem dois métodos muito eficazes para medir gordura: a bioimpedância e a densitometria corporal. Saiba mais sobre esses exames lendo o post!

Bioimpedância

É o que usamos na clinica. Fazemos esta medida em todas as consultas para avaliarmos os ganhos e perdas de massa muscular e de gordura. Diferente de outras clinicas não cobramos a parte pois faz parte da nossa estrategia no tratamento do excesso de peso,

O exame de bioimpedância é utilizado para criar uma avaliação completa do peso corporal. Desse modo, é possível separar o peso em gordura, ossos, água e massa magra. Além disso, ele calcula a taxa de metabolismo basal.

Como é feito?

O exame é realizado com uma corrente elétrica, que percorre todo o organismo a partir dos pés e das mãos do indivíduo. Essa corrente é leve e imperceptível, ou seja, é um exame indolor. Isso é possível porque cada tecido do nosso organismo possui seu próprio grau de condutibilidade da corrente elétrica. A água, por exemplo, é ótima condutora de energia, enquanto outros tecidos não são. Desse modo, é possível medir e avaliar o corpo descrevendo a sua composição.

Quando é recomendado?

Esse exame é indicado para pessoas que desejam manter o corpo em forma, para atletas e esportistas. Além disso, ele é muito útil para quem deseja emagrecer ou ganhar massa muscular, visto que é possível montar uma dieta de acordo com as suas necessidades corporais e ter um controle maior sobre os rendimentos.

Ademais, pode ser usado para o controle de obesidade.

Há contraindicações?

O exame de bioimpedância é contraindicado para pessoas portadoras de marca-passo e para mulheres grávidas.

Densitometria Corporal

 A densitometria óssea é um exame muito usado para medir a densidade mineral dos ossos do corpo humano. Assim, ele pode ser útil no diagnóstico de doenças ósseas, como a osteoporose, ou problemas de crescimento na infância. No entanto, essa tecnologia também é usada para avaliação da composição corporal.

Como é feito?

A Densitometria utiliza a tecnologia DXA (absorciometria por dupla emissão de raios-X), ou seja, o aparelho usado para esse exame emite raios-X de baixa intensidade que penetram nos ossos e demais tecidos do corpo. Como o grau de absorção de raios-X cada tecido é diferente, é possível quantificar a presença de água, gordura, músculos e ossos.

Quando é recomendado?

Esse exame é indicado quando para estimar a osteoporose,  para mulheres acima de 65 anos e homens acima de 70 anos, devido ao alto risco de osteoporose nessa faixa etária. Contudo, esse exame também pode ser feito para a avaliação da composição corporal quanto a quantidade de gordura e massa magra .

Há contraindicações?

A Densitometria está contraindicada para mulheres grávidas e lactentes, devido a radiação emitida. Pessoas que fizeram exame com contraste de iodo ou bário devem aguardar até duas semanas para que a substância seja eliminada do corpo, visto que ela pode interferir no resultado.

Além disso, a região não deve ser avaliada se o paciente já passou por uma cirurgia ortopédica extensa ou possui próteses. Nesse caso, deve-se procurar outra área para avaliação.

Desse modo, é possível concluir que entre esses dois métodos para medir gordura, a bioimpedância é mais completa e especifica. É tambem mais simples e mais barata.

Conheceu mais sobre a forma de se avaliar a gordura e musculatura no organismo? Assine a nossa newsletter e receba novidades da área de saúde diretamente no seu e-mail!

Sobre o Autor

Deixe um comentário

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH